09 março 2011

Altos e baixos

Caros leitores, sei que fiquei muito tempo sem escrever, fiquei um mes inteirinho sem escrever mas é que meu trabalho estava na correria pois precisavamos entregar algo antes do carnaval e conseguimos :). Agora que o ritmo voltou ao normal gostaria de escrever 4x por mes ou no mínimo 3x por mes. Acho que a minha criatividade também estava baixa e não sabia sobre o que escrever. É interessante pois os portadores de TOC geralmente são criativos, além de inteligentes então não sei se é bom ou ruim essa falta de criatividade, não se indica que o TOC  também está sumindo junto com a falta de criatividade ou não. O pior de tudo é se junto com a criatividade e com o TOC a inteligencia se for também rs.
Mas o que eu queria dizer mesmo é que meu estado de espírito, meu humor, meu TOC, quase tudo oscila muito em minha vida. Fiz até um gráfico para tentar expressar mais ou menos como seria meu humor com o passar do tempo. Nâo classifiquei se o tempo medido é em dias, horas ou minutos pq iss otb varia. Tem épocas em que esse gráfico pode ser medido em meses....outras épocas posso dizer que essa variação se dá em semanas mas as vezes a únidade de medida do tempo é em dias mesmo. Meu humor varia de um dia para o outro dependendo de como foi o dia no trabalho, de como dormi a noite, do que tenho que fazer durante a semana, etc.
Se as mulheres reclamam que seu humor variam no período da TPM que dirá aquelas que além da TPM também tem TOC?. Nós homens que temos TOC entendemos um pouquinho desse universo feminino no período da TPM, como é triste algo dentro da gente e fora do nosso controle ditar como estará nosso estado de espírito nos próximos minutos.
Essa ansiedade e essa irritabilidade nos deixam sensíveis a ponto de estourar com apenas uma palavra negativa. E quando nos atrapalham no meio dos rituais ou compulsões? O ódio de ter que recomeçar os rituais nos fazem ferver e nos cegam e acabamos sendo grosso e estúpido, muitas vezes querendo que os outros também entrem em nossos rituais e os sigam.
Mas ainda bem que são altos e baixos e não somente baixos. Quando estamos no fundo do vale, na parte mais baixa do gráfico de Estado de Espírito devemos lembrar que isso significa que estamos prestes a subir no gráfico, que não tem como piorar nosso humor e que nesse altos e baixos, quanto mais baixo estamos mais próximos da subida estamos também. Quando atingimos o fundo é porque vamos começar a subida até atingir o topo e até lá é só alegria :)
Temos que aproveitar esses momentos de "altos" para produzir, fazer tudo o que não conseguimos fazer quando estávamos nos "baixos" e quando estamos nos "baixos" devemos nos concentrar na subida, ter como meta o topo do humor.
Quero contar algumas estórias minhas relacionadas aos rituais e também de outras pessoas portadoras de TOC (sem citar nomes) para que aqueles que tem TOC possam se identificar mais e aqueles que não tem possam entender um pouco mais do universo do TOC.
Nâo me orgulho do meu TOC mas me aceito do jeito que sou.

6 comentários:

  1. Eu acho que mesmo que você não tivesse TOC, você ainda seria inteligente e criativo. Falo isso baseada nos nossos bate-papos, com ou sem TOC, sempre vai ser gostoso trocar ideias com você, até pq, mesmo se viesse a cura total do TOC, a experiência do TOC te deixaria mais sábio, como já está deixando. A forma de ver o mundo muda. Gostei da ideia do gráfico. Bjoooo. =*

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Amanda, gentil e ótima com as palavras como sempre :) Estou sentindo falta das nossas conversas, vê se arruma um tempinho para conversarmos mais. Senão meu cérebro vai atrofiar rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Miguelito,
    Estou buscando conhecimento sobre o TOC, pois comecei a namorar um rapaz de 25 anos que tem este transtorno. Ele era só alegria, atenção e carinho. Do sábado para o domingo, disse que não gostava mais de mim. Confesso que fiquei sem entender. Sei que não é nada comigo e foquei na doença pra ver se havia algo que eu pudesse ajudá-lo, seja afastando-me ou não. Ele não conseguiu cortar o vínculo totalmente. Diz que sofre por não estar inteiro comigo, mas que tudo dentro dele mudou, desinteresse total. Há alguma conduta que devo ter , diante dessa realidade ou o melhor é afastar-me? Grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Ola Anonima,
    É dificil dizer o que é o melhor para ele pois além do TOC ele pode ter outras comorbidades, outros transtornos além do TOC. O que vc deve fazer é o que vc acha que é melhor para vc. Antes de vc cuidar dele vc precisa cuidar de vc. Como vc pode dar o melhor para ele sem fazer 1o o melhor para vc?
    Ele precisa procurar ajuda de um medico pois com remedios e terapia o TOC tem cura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá Boa Tarde Miguelito!!!
    Gostei muito do seu blog e PRINCIPALMENTE me identifiquei..rsrsr (vou rir para não chorar).
    Tenho o distúrbio do TOC, aliás muito agravado, faço tratamento psicilógico e psiquiátrico, mas confesso que nos últimos meses está bem difícil, aceitar o TOC,mas é mais forte que eu, mais forte que o amor que tenho pela minha família, enfim, mais forte que tudo....
    Com mais tempo quero ler seu Blog direitinho,pois acabei de descobrí-lo, e mais tarde também, irei contar pelo menos 1/3 das minhas obsessões e compulsões.
    Esse tipo de blog eu acredito que seja muito bom para ajudar pessoas como nós...
    Abraços
    Larissa

    ResponderExcluir
  6. Quando você tem medo de machucar alguém e sente desconfortável perto de faca já é TOC?

    ResponderExcluir